Populares

Escrito por: Jonah fevereiro 13, 2012



Sammy é apenas mais uma adolescente, entre tantas, que enfrenta a difícil crise da separação dos pais. Ela achava que a sua vida estava um verdadeiro caos, porém as coisas ficam ainda piores quando ela é atropelada e acorda no século XVI. No início pensou estar sonhando, depois achou que estava ficando completamente louca, mas percebeu que nada teria importância se o amor que descobriu sentir por Ian fosse correspondido. Contudo, esse amor está fadado ao fim, ela terá que retornar ao seu tempo se quiser continuar vivendo. Um envolvente romance onde as aparências enganam e o tempo também é um inimigo. 
Livro: Invasora – A convocação
Autor: J.S. Dalmolin
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 342
Classificação: ★★★★★ (5/5)

(Não contém Spoilers, pode ler sem medo.)
Ao deparar-me com o livro me perguntei: certeza de que foi escrito por uma brasileira? Vou confessar que sou meio preconceituoso com os escritores brasileiros já que tive várias decepções na leitura de vários livros, mas tudo tem suas exceções e o livro Invasora, com certeza é uma delas. O livro inicia-se com a procura de respostas sobre quem Sammy é, onde anteriormente aparentava ser apenas uma típica adolescente sem atrativos. Creio que a única coisa que não gostei no livro foi o fato de que o ponto inicial para o envolvimento sobrenatural ocorre muito rápido e eu esperava ler um pouco mais sobre o dia-a-dia de Sammy sendo apenas “a típica adolescente”. Mais uma vez tiro o chapéu para a autora no aspecto intercalação de capítulos, que são devidamente divididos entre a visão em primeira pessoa de Sammy e de Ian narrando os mesmos acontecimentos de uma forma de escrita totalmente diferente usando termos antigos como Milady. O fato de ela abusar desse modo de escrita pode inicialmente confundir o leitor, já que a visão de Ian é exatamente tudo o que ocorreu a seu modo, porém não de uma forma que dê continuidade ao ponto em que Sammy parou, mas sim quando o fato realmente ocorre, porém ao decorrer da leitura o leitor se acostuma. Outro fator maravilhoso é a descrição das personagens, não só aparentemente, mas psicologicamente e como a autora conseguiu desenvolver a trama através deles e não através da história deles.

Antes de tentar parceria com a autora, li várias resenhas sobre o livro e algumas delas associam a paixão despertada tão rapidamente por Ian com a de Bella por Edward em Crepúsculo. Em minha opinião isso não passa de uma bobagem já que existem tantos livros que mostram o amor acontecendo de formas tão mais rápidas e ninguém associa a Crepúsculo. A idéia dos “Invasores” realmente é genial e eu imagino esse livro virando um filme. Com certeza a continuação do livro tem muitas respostas que talvez formam propositalmente levantadas nesse primeiro livro e a autora soube bem como deixar o leitor afim de lê-lo.

Para os leitores mais adultos: o livro conta a história de uma adolescente que lida com todas as inseguranças e conflitos dessa idade, caso você não goste desse tipo de leitura, eu recomendo-o totalmente, pois esse livro cura vários tabus literários em relação ao modo do adolescente pensar.

Resumindo: Invasora – A Convocação é um livro que nos faz acreditar no potencial do brasileiro na criação de novos universos e chama a atenção desde a capa, que expõe muito bem sobre o que o livro trata, até a própria sinopse, que em minha opinião é bastante reveladora. Leitura recomendadíssima!
Como vim parar aqui? – Minha pergunta parecia ser coerente. Ao que tudo indicava, eu não estava em um hospital, mas em um castelo. Mesmo sendo um sonho, parecia interessante ouvir a resposta.
Invasora – A convocação, página 37 e 38

Quer ganhar um marcador autografado pela autora J.S. Dalmolin? É fácil! Quando a resenha atingir 20 comentários serão sorteados 2 marcadores e para participar comente (decentemente) na resenha e no final do comentário deixe seu nome e seu email para contato. Promoção válida apenas para seguidores do blog!

{ 5 comentários ... leia abaixo ou comente }

  1. Desde que vocês conseguiram parceria com a autora e vi sobre esse livro eu fiquei ansioso pela resenha. Você conseguiu dar todos os detalhes do livro de forma que agrada e dá vontade de ler. Eu achei a capa e a sinopse digna de um reconhecimento, com certeza esse livro quebra aquele preconceito para com autores brasileiros. Esse é um livro que eu realmente teria prazer em ler.

    Rieri
    rieri_120@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Uau! *-*
    Também fiz parceria com a autora e não imaginava que o livro é tão bom. Agora fiquei super ansioso para ler! o/
    Fico feliz em saber que o livro não é tão Bella e Edward como vi alguns comentando! HAUAHUAH'
    Eu também era como você, tinha um pouco de preconceito com autores nacionais, mas no último ano isso mudou completamente. Conheci obras incríveis! E me tornei fã de vários autores nacionais. Só uma coisa que me deixa um pouco triste quanto a isso é o preço um pouco salgado dessas obras.
    Não vou deixar o e-mail, já que também vou receber os marcadores da autora. Abraço! (:

    ResponderExcluir
  3. Outro livro que não conhecia com uma pontuação gigante? MAIS um caso pra se pensar em ler, certamente! "Vou confessar que sou meio preconceituoso com os escritores brasileiros já que tive várias decepções na leitura de vários livro" +1 Uau! Escrita com termos antigos? Ah, isso me remete uma fofura que vou falar... Não sei porque! rs Esse trechinho também me deixou curiosa, AAAH, todos querem ler agora, rs Certamente, quebrarei o tabu com esse livro, espero!

    Nome: Pâmela Possani
    e-mail : pamelap@itelefonica.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Adooro as resenhas aqui do blog, são tão detalhadas mais ao mesmo tempo leves, são gostosas de ler. -q
    Realmente todos nós temos um certo preconceito com escritores brasileiros, mais pelo visto, esse livro é uma exceção! Essa resenha só me deixou curiosa pra ler o livro! Adorei, mesmo. Ainda não tinha visto, e foi uma surpresa pra mim.
    Agora tenho que dizer: quero muito ler o livro.

    Nome: Renata Leite
    E-mail: diariodeumaleitora@hotmail.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Esse estilo de variar quem conta a história em cada capítulo me lembra os livros do Rick Riordan. Eu acho que se a autora é brasileira, ela deveria usar nomes brasileiros, e não norte-americanos. Fiquei curiosa e com vontade de conferir se a escrita romantica dela é prazerosa. Vou ler!


    Suzy Xavier suzy_nyappy@hotmail.com

    ResponderExcluir

- Copyright © Roubando Livros - Date A Live - Powered by Blogger - Template Base por Johanes Djogan -